Como aproveitar melhor uma degustação de vinhos

Por: *Fabiana Gonçalves

Ao chegar em uma feira de vinhos ou evento de degustação, as pessoas que não são acostumadas com esse tipo de evento normalmente ficam “baratinadas”, sem saber por onde começar e o que provar. Alguns até colocam como meta experimentar tudo o que puderem. Tenha certeza que essa não é a melhor opção, a não ser que você seja um profissional em busca de novos produtos e descarte (cuspa) tudo o que provar. Sim, caro(a) leitor(a), nos eventos sérios de vinhos, os expositores disponibilizam baldes, chamados cuspideiras, para que o público possa descartar os vinhos que provar. Afinal, estando bêbada, a pessoa compromete capacidade de distinguir a qualidade dos produtos que ingeriu. E para analisar um vinho, bastam os olhos, o nariz e as papilas gustativas – que estão todas na boca. Portanto, não é necessário engolir a bebida para dizer se ela é boa ou ruim.

Com uma longa experiência em participação e organização de eventos de degustação, desenvolvi algumas técnicas para melhor aproveitar cada ocasião. Hoje, reúno essas dicas para que qualquer pessoa possa utilizá-las e tornar suas participações nessas iniciativas em momentos memoráveis. Confira:

1 – DEFINA SEU OBJETIVO:

O que você quer do evento? Exemplos:
– Conhecer novos rótulos
– Procurar opções que você possa comprar para consumir
– Experimentar vinhos mais caros, os quais normalmente você não teria condições de adquirir

2 – AO CHEGAR NO EVENTO:

Dê uma volta e mapeie aquilo que você tem interesse. Não vá logo “se jogando” na primeira opção que encontrar.

3 – FEIRA E DEGUSTAÇÕES DE VINHOS NÃO SÃO “OPEN BAR”:

Num evento, o expositor está disposto a falar sobre os seus produtos e demonstrá-los da melhor maneira possível ao público. O objetivo é conquistar e fidelizar consumidores. Portanto, se ele identifica que você veio apenas para “encher a cara” vai considerá-lo persona non grata. E isso não pega bem!

4 – CUSPA!:

Como já falei na introdução desse texto, não é vergonha descartar o vinho que você bebeu (embora não seja uma cena muito bonita de se ver). Existem recipientes próprios para isso. O objetivo é manter a sobriedade para aproveitar o evento. Caso tenha gostado muito de um determinado rótulo, antes de ir embora volte para prová-lo novamente. Nesse caso, vale dar aquele golinho para saborear a bebida.

5 – DÊ UM TEMPO:

Circule um pouco, beba água, belisque algo.

6 – ADQUIRA CONHECIMENTO:

Feiras e degustações de vinhos são uma excelente opção para se aprender mais. Converse com os expositores. Muitas vezes eles são os próprios produtores do vinho que você está provando.

7 – ANOTE:

Tomou o vinho de sua vida e no outro dia não lembra mais do nome dele? A solução é anotar. Gostou de um vinho? Então registre o nome, a nacionalidade, a safra, a faixa de preço e onde comprar. O bloco de notas do seu smartphone é uma ótima ferramenta para isso.

8 – NÃO DIRIJA:

Se bebeu, não dirija. Mesmo que você tenha descartado tudo, sempre escapa aquele golinho. Assim, você vai poder desfrutar de muitas outras degustações.

*Fabiana Gonçalves é jornalista, sommelière profissional e produtora de eventos de vinhos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑